Centenas de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro saíram às ruas na tarde deste domingo (1º) em Cuiabá para pedir a implantação do voto impresso auditável no Brasil.

A carreata, que teve a Praça das Bandeiras como ponto de concentração, percorreu diversas ruas da Capital, como a Avenida do CPA, Prainha e Avenida Getúlio Vargas.

O voto impresso é uma pauta defendida pelo presidente, que diz existir a possibilidade de fraude caso não haja auditagem dos votos.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já se manifestou sobre o caso, afirmando que o voto impresso é que irá potencializar a chance de fraudes.

“O voto impresso é muito diferente do que as pessoas pensam. No voto impresso, você vota e o comprovante vai para uma outra urna. Você confirma o voto e vai para uma outra urna. Você não vai pegar um papel e vai sair com ele”, disse em uma live o ativista político Leandro Figueiredo, um dos organizadores do evento.

“Ninguém vai saber em quem você votou.  Quem não sabe do voto impresso, pesquisa mais um pouco e veja como funciona esse projeto”, disse.

Um dos principais defensores do presidente na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Gilberto Cattani (PSL) também participou da carreata.

“Eu creio que as pessoas vão conseguir enxergar num curto espaço de tempo e mudar realmente. E apoiar as pautas de direita que o País precisa para nunca mais cair na mão da esquerda”, afirmou Cattani. “Não podemos permitir que nosso País caia nas mãos destes vagabundos de esquerda. Nem que seja com nossa vida”.

Eventos como o de hoje em Cuiabá aconteceram em diversas cidades do Brasil.

Midianews.com.br