O investimento de R$ 1,5 bilhão será destinado ao Projeto Aripuanã, no Mato Grosso. Muitas vagas de emprego são previstas no projeto de mineração

O maior projeto de mineração no estado do Mato Grosso obteve investimentos aprovados pela Sudeco (Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste) na última semana, através do Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FDCO), favorecendo a empresa Nexa, antiga Votoratim. O investimento será utilizado para a implantação de um projeto de ampliação da capacidade produtiva da mina, na cidade de Aripuanã, gerando muitos empregos para a região.

O projeto aprovado pela Sudeco, no investimento de R$ 1,5 bilhão, tem como objetivo realizar a exploração e processamento na mineração de zinco, cobre e chumbo, na Serra do Expedito, em Mato Grosso. Por meio do FDCO, serão garantidos 7,5% (aproximadamente 115 milhões de reais) do valor total do empreendimento. A economia local poderá se movimentar com os novos empregos que serão gerados.

Aportes a serem realizados no projeto de mineração no Mato Grosso

Os planos da companhia de mineração preveem a exploração e o beneficiamento de zinco, chumbo e cobre, na Serra do Expedito, no estado de Mato Grosso, que, através do Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FDCO), a mineradora terá garantia de 7,5% do valor total do empreendimento, que se encontra em fase de implantação, com operações previstas para o início de 2022.

Nelson Fraga, superintendente da Sudeco, diz que acredita no potencial do empreendimento da empresa de mineração, promovendo a atração de novos aportes no estado do Mato Grosso. Fraga ainda diz que, além de promover a circulação da economia, diversos empregos serão gerados, beneficiando a população.

O Projeto Aripuanã no estado do Mato Grosso

O projeto total deverá receber investimento direto de cerca de US$ 547 milhões, e prevê a exploração e beneficiamento de zinco, cobre e chumbo, na Serra do Expedito, a 25 km da cidade de Aripuanã.

A empresa de mineração diz que busca incorporar ao Projeto Aripuanã, no Mato Grosso, o que há de mais moderno em tecnologia e excelência operacional, além da visão de sustentabilidade em todos os processos. Alguns exemplos são a meta de reutilização de 100% da água, a construção de depósito de rejeitos a seco e o foco na geração de um legado para a comunidade.

Em termos de produção, a média anual de mineração produzida no local é de 70 mil toneladas de zinco, 4 mil toneladas de cobre e 24 mil toneladas de chumbo e a vida útil da mina é de 11 anos. Cerca de 1.600 empregos são previstos na fase de implantação do projeto e 750 são previstos durante a operação, ou seja, cerca de 2.350 novos empregos no estado do Mato Grosso.

Muitas vagas de emprego estão abertas pela mineradora Nexa, em Aripuanã, no estado do Mato Grosso

  • Eletricista III (Manutenção Corretiva Industrial)
  • Engenheiro(a) de Planejamento e Controle de Produção (PCP) Sênior
  • Engenheiro Eletricista Senior
  • Engenheiro Mecânico Sênior
  • Gerente de Meio Ambiente
  • Mecânico III
  • Operador(a) de Equipamento (Britagem)
  • Operador(a) de Equipamento (Moagem)
  • Operador(a) de Produção (Operador(a) de Filtragem – Rejeito)
  • Técnico(a) de Enfermagem do Trabalho Sênior
  • Técnico(a) Sala de Controle
  • Técnico de Instrumentação III
  • Técnico de Manutenção Especializado (Automação)
  • Técnico de Manutenção III – Inspetor Eletromecânico de HME
  • Técnico de Manutenção II (Inspeção Elétrica)
  • Técnico de Manutenção II (Inspetor Mecânico)
  • Técnico de Produção – Apoio Supervisão
  • Técnico Planejamento III (Eletromecânico Infraestrutura de Mina)

Quem quiser saber sobre as oportunidades da Nexa no estado do Mato Grosso, basta acessar aqui. Para saber mais sobre o Projeto Aripuanã, clique aqui.

https://clickpetroleoegas.com.br/