A Polícia Civil de Juína (742 km de Cuiabá) investiga uma série de áudios com ameaças ao promotor Marcelo Linhares após uma suposta intervenção da Promotoria para a edição de um decreto com medidas restritivas no comércio.

De acordo com informações da Polícia, a denúncia ocorreu na semana passada após circularem áudios de WhatsApp, em que pessoas ameaçavam invadir a casa do promotor para agredi-lo.

Com as informações, o delegado André Luis Barbosa conseguiu identificar quatro suspeitos, que já foram interrogados.

Após o interrogatório, o delegado concluiu que as ameaças foram feitas após a edição de um decreto municipal a respeito das medidas restritivas para o combate à disseminação do coronavírus.

No entanto, o decreto publicado pela Prefeitura de Juína, na semana passada, afirmava que o Município estava seguindo as medidas impostas pelo Governo, que determina quarentena mais rígida em caso de cidades com alto risco de contaminação.

Foi então lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pelo crime de ameaça, que os responsáveis passam a responder à Justiça.

O delegado também representou à Justiça por medidas cautelares por parte dos autores das ameaças.

As investigações da Polícia Civil continuam, pois o delegado acredita que exista uma quinta pessoa envolvida nas ameaças.