O preço da carne teve um aumento de 20% em setembro nos açougues de Mato Grosso devido à grande demanda do mercado exterior e a baixa oferta do mercado interno, segundo a Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat).

O aumento na carne bovina também deve impactar nos restaurantes e churrascarias e o quilo da refeição deve ficar caro.

Exportações de carne bovina aumentam em MT

Exportações de carne bovina aumentam em MT

“Ou a gente repassa o preço para o consumidor ou fecha as portas [do restaurante]”, afirmou o dono de restaurante, José Nilton Aparecido.

Somente em setembro o Brasil exportou 7,7 mil toneladas de carcaças para a China. Esse é o maior volume desde 1996.

De acordo com o Instituto Mato-grossense de Agropecuária (Imea), ao todo, Mato Grosso exportou 35,8 mil toneladas de carcaça em setembro.

O faturamento do estado com as exportações foi de mais de US$ 112 milhões, o que equivale a R$ 448,35 milhões com a cotação atual.

Custo de produção também aumentou — Foto: TVCA/Reprodução

Custo de produção também aumentou — Foto: TVCA/Reprodução

O cenário é favorável para a indústria frigorífica já que quase 80% dos frigoríficos de Mato Grosso possuem um selo de Serviço de Inspeção Federal (SIF), com autorização de envio de carne para outros países.

Outro fator que impactou no preço da carne foi a arroba do boi gordo que aumentou e atingiu R$ 150, segundo o Imea.

“Tivemos uma demanda maior e uma oferta menor, então, necessariamente, o valor da arroba aumenta. Nosso custo de produção também aumentou significativamente nos valores de produtos utilizados para a criação e medicamentos”, explicou a diretora executiva da Acrimat, Daniella Bueno.