As exportações de carne bovina do estado brasileiro do Mato Grosso para a China bateram o melhor resultado desde o ano de 1996, segundo informações divulgadas pelo Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea). De acordo com a CarneTec Brasil, o estado exportou 7,7 mil toneladas equivalente carcaça de carne bovina para a China em setembro, gerando faturamento de US$ 32 milhões para os frigoríficos mato-grossenses. 

Além disso, no total, o Mato Grosso exportou 35,8 mil toneladas de carne bovina em setembro, com faturamento de US$ 112,9 milhões. “Este cenário é animador para os frigoríficos mato-grossenses, principalmente porque 78,6% dos frigoríficos são SIF (registro de Serviço de Inspeção Federal) e 21,4% SIE (Serviço de Inspeção Estadual)”, disse o Imea em relatório divulgado nesta semana. 

“Mato Grosso foi o estado com o maior número de plantas de carne bovina habilitadas pela China na mais recente lista de autorizações para exportações divulgada pelo país asiático em setembro. Seis frigoríficos do estado foram habilitados, elevando para sete o número total de plantas autorizadas a exportar carnes para a China”, diz a CarneTec 

O número de animais abatidos em setembro caiu para 485,4 mil, ante 525,9 mil em agosto, reduzindo a oferta doméstica de carne, segundo o Imea. “Assim, toda esta conjuntura também tem sido favorável para o pecuarista mato-grossense, uma vez que são fatores impulsionadores das cotações dentro da porteira”, concluiu o Instituto, que é referência no assunto por computar os dados da pecuária do estado do Mato Grosso.