imagem ilustrativa

Na madrugada de 07 de janeiro de 2019, eu tive a seguinte visão: 
Eu vi uma gigantesca cratera abrindo-se. 
Eu via a terra parecendo areia molhada do mar.
A cratera sugava as coisas buraco adentro em uma violência assustadora. 
Eu via a terra descendo como se fosse cachoeira.

Depois eu comecei a ver um extenso caminho de água,  parecia como a água escorre na areia da praia.
Eu via a água descendo, até  ficar bem estreita. 
Então, eu percebi que por baixo, ali havia lamas e areias. 
Depois eu vi um lugar, que era a beira de um imenso buraco.
Haviam muitas lamas.
Ali, muitas coisas tinham descido para dentro daquele buraco.
E eu vi dois homens,  um estava totalmente coberto de lama,  tive a impressão que ele subia do buraco, procurando gente. 
O outro estava menos coberto de lama, estava um pouco abaixo, na beira, e ele ajudava o que estava saindo do buraco. 
Quando vi, eles deram as mãos como uma corda, e arrastou outra pessoa de dentro do buraco. Só dava para ver a lama no formato humano.

Depois eu via bolhas de águas como estivessem fervendo, as bolhas subiam e estouravam, eram muitas. Parecia uma panela no tamanho de uma cidade.
Ainda vendo as coisas, eu fiquei agoniada para saber o que era aquilo. 
E vi lugares com águas,  que corriam devagar. 
E as bolhas continuavam subindo,  pareciam saírem de dentro das areias. 
Vendo aquelas cenas, eu pensei: isso é um vulcão no mar?
Parei de ver as cenas.

Depois eu vi outras cenas, não sei dizer perfeitamente,  mas vi, dedos corroídos, roxos, pareciam podres, mãos cheias de furos, pés comidos. 
Vi também uns bichos horríveis movimentando-se, pareciam escorpiões, outros também que não conseguir identificar,  e vi abelhas, zangão. 
Ainda eu vi, muito alvoroço,  muito barulho, confusão, sofrimento. 
Sentia que morria muita gente.

Certamente o SENHOR Soberano não faz coisa alguma sem revelar o seu plano aos seus servos, os profetas. Amos 3:7

Pra Elza Amorim Carvalho 
Elzacarvalho68@gmail.com